NOTÍCIAS

Informações atualizadas todos os dias

Tereza Cristina diz que discute com Caixa novo programa de habitação rural

Estadão Conteúdo

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciou nesta sexta-feira, 8, que será lançado, em breve, um novo programa de habitação rural. "Nós vamos sentar com a Caixa Econômica, com o Ministério do Desenvolvimento Regional, para discutir esse assunto. Inclusive, esse financiamento é mais simples porque o próprio produtor pode construir sua moradia. O projeto já existe dentro da Secretaria de Agricultura Familiar, mas está sendo melhorado para atingir uma gama maior de pessoas", disse a ministra durante passagem pelo Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), conforme nota divulgada pela pasta.

A jornalistas, ela destacou as negociações que tem feito em torno do seguro rural e de crédito agrícola, assuntos que, segundo Tereza Cristina, afligem os produtores. "E hoje me confirmaram R$ 1 bilhão já de proposta para compra de equipamentos negociados durante a feira. Isso mostra a confiança no governo e nas políticas públicas que serão implantadas", afirmou. Um novo modelo de seguro está sendo planejado, junto à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a Secretaria de Política Agrícola e instituições financeiras. "Se não temos mais dinheiro no Tesouro para equalizar as nossas taxas, a gente precisa achar novas alternativas. E no seguro é possível diminuir a taxa de juros.

Porque se há seguro, portanto, o risco é menor, e a taxa de juros deve cair", acrescentou a ministra.

Viagens

Também em nota, a ministra disse que está programando uma série de viagens com o objetivo de abrir novos mercados e melhorar as exportações brasileiras. Ela informou que visitará China, Estados Unidos, Europa, países árabes e outras nações com as quais o Brasil quer estreitar relações comerciais, como Vietnã e Indonésia. A ministra disse que já recebeu no ministério o embaixador chinês no Brasil e estabeleceu algumas pautas em comum. Ela também manifestou a intenção de incrementar a relação comercial com o Peru, país que está em acelerado crescimento econômico e tem potencial para aumentar o mercado bilateral.