NOTÍCIAS

Informações atualizadas todos os dias

Sistema Faesc/Senar participa de abertura do Seminário Nacional da Cebola em Alfredo Wagner

MB Comunicação

Para discutir a cebolicultura nacional e do Mercosul iniciou hoje (13), em Alfredo Wagner, o XXXI Seminário Nacional da Cebola e o XXII Seminário da Cebola do Mercosul. O evento segue até a sexta-feira (15) no Parque de Exposições do município. O Sistema Faesc/Senar é parceiro na realização do evento e o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antônio Zanluchi, participou da solenidade de abertura representando o presidente José Zeferino Pedrozo. 

A cebola está entre as mais principais hortaliças cultivadas no Brasil e no mundo. É plantada e consumida em praticamente todos os países do globo. No Brasil tem seu cultivo distribuído por todas as regiões com exceção do Norte. É explorada principalmente por agricultores familiares, mas muitas empresas e grandes produtores também participam deste mercado.

Em terras brasileiras são cerca de 55 mil ha cultivados anualmente com produção total de 1,6 milhões toneladas. A tecnologia de produção teve grandes avanços nas últimas décadas com a produção dobrando nos últimos 25 anos, mesmo com redução da área plantada.

O movimento econômico da cebola somou mais de 2,0 bilhões de reais em 2017. A cadeia produtiva é extremamente dinâmica com a participação, além dos produtores, dos fornecedores de insumos e tecnologias, das empresas de assistência técnica, dos comerciantes e lideranças rurais. 

Desde a década de 70, anualmente, representantes do setor ceboleiro nacional se reúnem em uma das regiões produtoras e debatem, num seminário, temas relacionados com a tecnologia de produção, mercado e organização da classe. A partir da década de 90 iniciou-se a participação de representantes dos demais países do Mercosul uma vez que intensificou-se a comercialização do produto entre as nações, criando um verdadeiro mercado regional.