NOTÍCIAS

Informações atualizadas todos os dias

Em posição estratégica, Omã pode favorecer exportação para Golfo Pérsico, diz CNA

Estadão Conteúdo

Omã, país árabe no extremo leste do Oriente Médio, pode intermediar a exportação de produtos agropecuários brasileiros para países da região do Golfo Pérsico, como Paquistão, Emirados Árabes, Arábia Saudita e Kuwait. A posição estratégica do país também facilitaria negócios com Índia e China. Uma proposta nesse sentido avançou ontem, durante reunião entre o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, e delegação liderada pelo vice-presidente do Conselho de Administração de Assuntos Administrativos da Câmara de Comércio e Indústria de Omã, Rashed Amer Al Muslihi, em Brasília (DF).

O presidente da CNA afirmou que "temos todo interesse em sempre abrir mercados". "Até 2030, a população mundial vai crescer em 2 bilhões de habitantes e a ONU mapeou que o Brasil é o único país com grande possibilidade de fornecer parte desses alimentos. Eles (os representantes de Omã) querem se habilitar já para estar nesse processo", concluiu João Martins.