NOTÍCIAS

Informações atualizadas todos os dias

Distribuição das exportações de carne de frango de 2019 por Unidade Federativa

Avisite

Comparativamente ao ano anterior, os dados finais de SECEX/ME relativos às exportações brasileiras de carne de frango de 2019 por Unidade Federativa (UF) não apresentaram grandes variações. Os ocupantes dos 14 primeiros postos, por exemplo, mantiveram as mesmas colocações de 2018, sugerindo consolidação de posição nas exportações. E o número de UFs exportadoras caiu para 22 (um a menos que no ano anterior), efeito da ausência de Acre e Rondônia, compensada parcialmente pela entrada no rol do Amapá.

Há, porém, resultados no mínimo surpreendentes. E o que mais chama a atenção é a redução (pequena, de apenas 0,28%, mas ainda assim redução) no volume exportado por Santa Catarina.

A surpresa, neste caso, vem do fato de que, na maior parte de 2019, a SECEX/ME vinha apontando significativo aumento no volume exportado pelas empresas catarinenses. Assim, no fechamento do primeiro semestre os dados divulgados apontaram aumento de 74% no volume e de 69% na receita.

Por sinal, ao divulgar esses resultados (12 de julho de 2019), o AviSite observou que a forte expansão catarinense poderia estar relacionada a mudanças na sistemática de contabilização dos dados da SECEX/ME, os volumes embarcados sendo agrupados segundo as empresas exportadoras, “cujas líderes se encontram em Santa Catarina”.

Isso, tudo indica, foi corrigido. Resultando não só na queda de volume de Santa Catarina, mas também numa inversão de resultados com o Rio Grande do Sul. Ou seja: as exportações gaúchas, que no primeiro semestre foram, contabilmente, 22% inferiores às do mesmo período de 2018, fecharam 2019 com um incremento de 35% sobre o ano anterior.

Há outras correções, claro. E, em função delas, a Região Centro-Oeste subiu para a segunda posição, ocupando o posto que – historicamente e até o ano retrasado – pertencia à Região Sudeste.

Sob o aspecto regional, aliás, mais de 92% do volume embarcado e da receita cambial auferida tiveram por origem Sul e Centro-Oeste. Não por acaso, são as Regiões em que estão presentes as três maiores empresas produtoras/exportadoras do País.